Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Notícias Ivan Moraes denuncia ação policial abusiva em associação no Bode

Ivan Moraes denuncia ação policial abusiva em associação no Bode

Denunciar abusos cometidos por policiais militares contra uma associação localizada na comunidade do Bode, na Zona Sul do Recife. Foi esse o objetivo de um discurso proferido pelo vereador Ivan Moraes (PSOL) na tribuna da Câmara Municipal na tarde desta segunda-feira (02). De acordo com ele, no dia 22 de novembro um grupo de cinco policiais do 19º Batalhão adentraram a Associação Cultural, Artística e Ambiental do Pina (ACAAP) durante uma atividade com crianças e submeteram os membros da entidade a uma revista vexatória.

Segundo um relato da ACAAP lido por Ivan Moraes no plenário, os policiais interromperam a atividade que estava sendo desenvolvida e levaram os quatro membros da associação para os fundos do imóvel onde funciona a Livroteca Brincante do Pina, submetendo-os a ameaças, maus tratos e agressões.

Um dos membros do grupo armado, que estava encapuzado, chegou a tomar o aparelho celular da coordenadora da entidade para tentar apagar registros da ação. Segundo a nota da ACAAP, durante a operação não foram encontrados indícios de atos ilícitos.

“É importante que todos os vereadores e vereadoras desta Casa entendam o que está acontecendo. São pelo menos cinco ou seis de nós que andam pela comunidade do Bode e que conhecem a Livroteca, o trabalho sério que é feito naquela instituição”, disse Ivan Moraes. “Não é possível que policiais se achem no direito de, sem mandado, sem ordem, sem suspeita, interromper uma atividade com crianças de cinco a dez anos para fazer o que fizeram.”

O parlamentar repercutiu ainda um incidente ocorrido em Paraisópolis, em São Paulo (SP), na madrugada do domingo (1º), quando uma ação policial em um baile funk provocou uma confusão que deixou nove pessoas mortas e 12 feridas. “Lembro também o acontecido neste fim de semana da cidade de São Paulo, em que foram pisoteadas nove pessoas depois de uma ação abusiva da polícia daquele Estado. Isso nunca acontece em festa de gente branca, em organização de bairro nobre. Isso é uma prova cabal do racismo institucional que existe no Brasil.”

Em 02.12.2019, às 18h18

Ações do documento