Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Notícias Jânyo Diniz recebe Título de Cidadão do Recife

Jânyo Diniz recebe Título de Cidadão do Recife

O diretor-presidente do grupo Ser Educacional, Jânyo Diniz, é o mais novo cidadão recifense. Nascido no distrito de Santana dos Garrotes, interior da Paraíba, tem formação em Engenharia Mecânica (1991) e possui pós-graduações em Engenharia de Produção e Engenharia Mecânica, todas pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). A iniciativa de conceder o Título de Cidadão a Jânyo Diniz partiu do vereador Felipe Francismar (PSB), numa solenidade bastante prestigiada na noite desta quarta-feira (11). “Jânyo Diniz é um verdadeiro exemplo do poder transformador da educação”, destacou o parlamentar. O presidente da Câmara, vereador Eduardo Marques (PSB), conduziu o evento.

Atualmente, Jânyo Diniz é o diretor-presidente do grupo Ser Educacional, Reitor da Universidade de Guarulhos (UNIVERITAS/UNG), do Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU), em MACEIÓ, e do Centro Universitário Joaquim Nabuco (UNINABUCO), no Recife e em Paulista (PE). Atua, também, como Chanceler da Universidade da Amazônia (UNAMA) e é Presidente do Instituto Ser Educacional, do Instituto de Pesquisas UNINASSAU, do Sindicato das Instituições de Ensino Superior de Pernambuco (SIESPE) e do Sindicato das Instituições de Ensino Superior da Paraíba (SIESPB). Ao todo, são mais de 50 instituições de ensino e 160 mil alunos com atividades de ensino superior com mais de 1.000 cursos de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado.

Durante o discurso na tribuna, o vereador Felipe Francismar detalhou a vida do homenageado. “Jânyo Diniz morou em Mato Grosso, Rondônia e João Pessoa até chegar em Pernambuco, no ano de 1986.  De origem humilde, foi o terceiro irmão de uma família formada por oito irmãos. Passou por muitas dificuldades na vida e ganhou seu primeiro dinheiro como leiteiro e também vendedor de picolé. Conseguiu seu primeiro emprego formal na Companhia Industrial de Vidros (CIV) e depois desligou-se da CIV para apoiar as incursões empreendedoras do irmão mais velho, Janguiê Diniz”.

No ano de 2002, quando o irmão Janguiê Diniz fundou a Faculdade Maurício de Nassau, Jânyo Diniz o acompanhou, tornando-se o diretor da marca e, posteriormente, o CEO do Grupo Ser Educacional. “Consolidando, assim, as atividades educacionais da instituição que cresce a cada dia. Hoje, mais de uma década e meia depois da sua fundação, o grupo Ser Educacional é a terceira maior empresa de ensino superior de capital aberto do país”, destacou Felipe Francismar.

Segundo o vereador Felipe Francismar, foi no Recife que Jânyo Diniz deu um grande salto oferecendo uma educação de qualidade para a sociedade e contribuindo para o progresso da cidade. “Dessa maneira, é mais do que justo esse reconhecimento que a Casa de José Mariano faz à pessoa de Jânyo Diniz, o agraciando com uma das mais importantes honrarias concedidas pela Câmara Municipal do Recife: o Título de Cidadão do Recife. Sem dúvidas, trata-se de uma merecida homenagem à dedicação e ao profissionalismo com que sempre exerceu sua carreira, contribuindo para o setor educacional recifense e pernambucano”.

Jânyo Diniz dirigiu-se à tribuna para fazer suas considerações e citou as dificuldades na infância. “Venho do sertão paraibano num local pequeno que até hoje tem aproximadamente cinco mil habitantes, chamada Santana dos Garrotes. Uma cidade que está longe de ser parecida com o Recife, mas que estará sempre presente em minhas memórias marcantes. Como disse Euclides da Cunha: o sertanejo é, antes de tudo, um forte. A vida das populações nessa região nunca foi fácil. As condições eram adversas com secas periódicas, vegetação escassa e desigualdades sociais profundas. Tantas adversidades fizeram com que muitos sertanejos migrassem para outras cidades e com minha família não foi diferente”.

O mais novo cidadão do Recife destacou as ações do Ser Educacional e elogiou os funcionários do Grupo. “O sucesso da organização deve-se principalmente a qualidade de suas atividades, a dedicação das pessoas que lá trabalham e a uma análise realista dos cenários macroeconômico e social do país com uma adequada alocação de recursos e a uma decisão acertada quanto às prioridades, de forma a ter resultados positivos e contribuir com seu papel com a sociedade”.

Jânyo Diniz confessou ainda que não conhecia quem não tivesse orgulho de ser recifense e fez elogios à Veneza Brasileira. “É um amor exacerbado por essa terra e uma boa dose de autoestima com a adoção de superlativos. Recife não se tornou apenas um espaço privilegiado por onde caminha a força da criatividade artística, cultural, científica e política do país. É também e historicamente um espaço econômico privilegiado, que se instituiu desde a antiga província de Pernambuco. Basta um olhar atento para seus imponentes e seculares casarios, encontrados em todas as suas regiões; suas igrejas, seus mosteiros. Deixo aqui meu compromisso em honrar a gênese do espírito artístico, cultural, científico, empreendedor e revolucionário deste bravo povo recifense. Muito obrigado”.

Em 11.09.19 às 19h56.

Ações do documento