Notícias

O vereador Doduel Varela (PP) dirigiu-se à tribuna da Casa de José Mariano, durante e reunião plenária desta segunda-feira (16), para repercutir uma visita que fez ao Mercado Público de Afogados. “Infelizmente, ele está abandonado, mas não é por causa dessa gestão. O problema é antigo”.

Na última sexta-feira (13), a Câmara realizou no parque 13 de Maio uma reunião pública externa para discutir o foco na data da assinatura da Lei Áurea nos debates sobre o fim escravatura no Brasil. Promovida pela vereadora Dani Portela (PSOL), a reunião foi tema de um discurso da parlamentar na reunião plenária desta segunda-feira (16). Na tribuna do plenário, ela defendeu o dia 20 de novembro – data em que o líder quilombola Zumbi dos Palmares foi assassinado – como um marco mais coerente para ressaltar a luta da população negra por direitos.

Na reunião Ordinária da Câmara do Recife desta segunda-feira (16), o vereador Osmar Ricardo (PT) informou que está com os relatórios sobre os Mercados do Pina, Afogados e do Cordeiro prontos e com observações para melhorias. Além disso, o parlamentar repercutiu o evento que aconteceu neste domingo (15), do Partido dos Trabalhadores.

Nesta sexta-feira (13), a vereadora Dani Portela (PSOL), promoveu uma reunião pública no Parque 13 de Maio, intitulada: “13 de maio é Dia de Negro?” Com a presença de alunos e professores de escolas públicas do entorno do parque, o evento contou com a participação de especialistas sobre o assunto: Maria Emília Vasconcelos, professora do departamento de pós-graduação em história da UFRPE; Graça Elenice, Rede de Mulheres Negras de Pernambuco e do GEPERGES; Rubia Lopes, Gerente de Equipamentos Culturais; Ivana Motta, Assessora Técnica de Cultura da cidade do Recife e Anastácia Rodrigues, chefe do setor de música. No evento, foi debatido se o dia 13 de maio pode e dever ser considerado dia de negro. E porquê?

Fundadora do Espaço Mulher do Passarinho e do movimento Ocupe Passarinho, a ativista Edicléa Santos foi laureada pela Câmara do Recife com a Medalha de Mérito Olegária Mariano nesta quinta-feira (12), em solenidade no plenário da Casa. A proposta da homenagem partiu da vereadora Dani Portela (PSOL). O vereador Ivan Moraes (PSOL) presidiu a reunião solene, que contou com a presença de mulheres dos movimentos feminista e negro.

Três projetos foram analisados e aprovados pela Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal do Recife, que realizou reunião de forma remota na tarde desta quinta-feira (12). Presidida pela vereadora Andreza Romero (PP), contou com a presença do vereador Rinaldo Junior (PSB). Foram aprovados o projeto de lei do Executivo (PLE) de número 11/2022; o projeto de resolução (PR) número 37/2021, da vereadora Cida Pedrosa (PCdoB); e o projeto de lei Ordinária (PLO) número 380/2021, do vereador Fabiano Ferraz (Avante).

No período mais rígido da pandemia, eles estavam nas ruas organizando o trânsito para facilitar a passagem das ambulâncias, criaram drive- thrus de vacinação para atender aos mais vulneráveis. Salvaram vidas. O reconhecimento por estes trabalhos realizados pelos agentes do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) foi prestado pela Câmara Municipal do Recife, nesta quinta-feira (12), através de uma reunião solene promovida pela vereadora Ana Lúcia (Republicanos). Os profissionais lotaram o plenário e as galerias na solenidade presidida pelo vereador Zé Neto (PROS).

Ele é natural de Campina Grande (PB), mas desenvolveu grande parte de sua carreira musical em Pernambuco. O cantor, compositor e produtor João Lacerda Neto, 43 anos, filho de Genival Lacerda, agora é também cidadão recifense. Ele recebeu o título em reunião solene realizada nesta quarta-feira (11), por iniciativa do vereador Fabiano Ferraz (Avante). “Para mim é uma honra e uma alegria fazer a entrega deste título mais que merecido. São mais de 30 anos de carreira deste artista que se apaixonou por nossa cidade e aqui reside desde 1996”, disse o parlamentar.

Plantio, podas e supressões de árvores, compensações de vegetação, tombamento de espécimes arbóreos. Esses são alguns dos temas que podem ganhar novas regras no Recife, caso o projeto de lei do Executivo nº 11/2022 seja aprovado pela Câmara Municipal. A proposta avançou mais um passo nesse processo nesta quarta-feira (11), ao ter o seu parecer pela aprovação acatado pela Comissão de Legislação e Justiça do Poder Legislativo. O colegiado é presidido pelo vereador Felipe Francismar (PSB).

O projeto de lei do Executivo nº 11/2022, que propõe uma nova lei de arborização para o Recife, teve o seu parecer pela aprovação acatado pela Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal nesta quarta-feira (11). Presidido pelo vereador Samuel Salazar (MDB), o grupo se reuniu de forma híbrida a partir da Sala das Comissões do Poder Legislativo. Na ocasião, também foram discutidas as emendas parlamentares apresentadas ao novo marco legal.